sábado, 27 de janeiro de 2018

Geladeira Literária

Trata-se de uma geladeira contendo livros que foram gentilmente doados e estão disponíveis para quem queira ler, levar para casa, devolver ou não, trazer outros livros... enfim um incentivo à leitura. A justificativa deste projeto é que os alunos estão cada vez mais distantes dos livros em detrimento dos games, redes sociais, etc... Sabemos que a leitura, além de ser algo divertido e relaxante, pode melhorar a memória e aprimorar a capacidade de aprendizado. A escola já possui uma biblioteca e agora os alunos contam com mais esta facilidade.

Imensa gratidão aos doadores dos livros. 

Doar é amar o próximo
O amar: é a cada dia doar,
entregar sem pedir, sonhar sem fingir, é gostar sem parar.
Parar não é amar, pois amar é continuar, continuar sonhando,
é sonhar sem parar."Rinaldo Pedro"


Profª Raquel Silva - Leitura e pesquisa, Profª Regina Figueiredo - Instalação artística, Profª Margarete Freitas - Geladeira de livros e Laudemir Nunes - Diretor, agradecem a colaboração e a presença de todos que fizeram desta ideia uma realidade.

Caso tenha interesse em doar ou retirar alguma obra, entre em contato com a escola ou pelo e-mail: marguitcho@hotmail.comuma realidade

 video da inauguração oficial da Geladeira
clique nesta imagem para assistir o video da inauguração da geladeira



quarta-feira, 21 de junho de 2017

quarta-feira, 18 de maio de 2016

Pièt Mondrian Arte e Matemática

Proposta interdisciplinar envolvendo Arte e Matemática elaborado pelas professoras Regina Figueiredo e Margarete Freitas, desenvolvido pelos alunos do oitavo ano do ensino fundamental.
 video completo
Clique na foto para assistir o video completo


sábado, 2 de abril de 2016

Projeto interdisciplinar "Dia da poesia"

Elaborado pela professora Raquel.

O projeto teve como objetivo aproximar os alunos desse gênero literário, despertando-lhes o interesse pela leitura e escrita de poemas. Durante o projeto, os alunos leram e interpretaram textos poéticos, conheceram caracterísicas dos poemas, produziram textos, selecionaram poemas para a exposição e finalizaram com a encenação de poemas clássicos. 

Com participação das Professoras Regina e Márcia.















O bicho - Manuel Bandeira

Vi ontem um bicho
Na imundície do pátio
Catando comida entre os detritos.

Quando achava alguma coisa,
Não examinava nem cheirava:
Engolia com voracidade.

O bicho não era um cão,
Não era um gato,
Não era um rato.

O bicho, meu Deus, era um homem.



Trem de Ferro - Manuel Bandeira

Café com pão
Café com pão
Café com pão

Virge Maria que foi isso maquinista?

Agora sim
Café com pão
Agora sim
Voa, fumaça
Corre, cerca
Ai seu foguista
Bota fogo
Na fornalha
Que eu preciso
Muita força
Muita força
Muita força
(trem de ferro, trem de ferro)

Oô...
Foge, bicho
Foge, povo
Passa ponte
Passa poste
Passa pasto
Passa boi
Passa boiada
Passa galho
Da ingazeira
Debruçada
No riacho
Que vontade
De cantar!
Oô...
(café com pão é muito bom)

Quando me prendero
No canaviá
Cada pé de cana
Era um oficiá
Oô...
Menina bonita
Do vestido verde
Me dá tua boca
Pra matar minha sede
Oô...
Vou mimbora vou mimbora
Não gosto daqui
Nasci no sertão
Sou de Ouricuri
Oô...

Vaou depressa
Vou correndo
Vou na toda
Que só levo
Pouca gente
Pouca gente
Pouca gente...
(trem de ferro, trem de ferro)




quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

CORRIDA DE ALELUIA 2016


CORRIDA DE ALELUIA 2016                                     Fotos da Corrida de Aleluia 2012
EMEF TETSU CHINONE                                                               
Elaborado por: Profª Margarete Freitas                                           Fotos da Corrida de Aleluia 2013
marguitcho@hotmail.com


O PROJETO AGOSTO DOURADO - CORRIDA DE ALELUIA 2016prevê o resgate histórico da Corrida de Aleluia, pela sua tradição na cidade e entre as corridas de rua, sendo ela a terceira prova oficial mais antiga do Brasil, a Corrida de Aleluia é mais um símbolo de orgulho para nós São-roquenses. A ideia é mobilizar os jovens e a sua família, no sentido de reconhecer, pesquisar, divulgar e participar deste importante evento esportivo da nossa cidade.

Objetivos:

Mostrar aos jovens o valor histórico deste evento, já que muitos desconhecem sua importância. Trazer os pais para a esfera educacional através deste projeto. Incentivar a prática de esportes;
Pretende-se ainda, promover reflexões, a leitura, a pesquisa, a harmonia do trabalho em grupo favorecendo a aprendizagem cooperativa, orientar a comunicação, contribuir no processo educativo, através do desenvolvimento da consciência crítica, expressiva e criativa do aluno. Fazer com que os jovens aprendam a valorizar nossa cidade, a Corrida de Aleluia, enfim toda cultura e tradição de São Roque.
  
Justificativa:

Este projeto justifica se por vários motivos: Muitas pessoas não conhecem a importância da Corrida de Aleluia, e nós educadores temos a  obrigação de perpetuar nossos costumes.
As pessoas passam muito tempo em atividades que levam ao sedentarismo, como jogos virtuais, internet, televisão, celulares.
Um dos maiores desafio da escola que é trazer a família e a comunidade para participar mais ativamente das atividades da escola.
________________________________________________

Professora Maria Lucia 
A Professora de Ciências engajou se no projeto abordando um assunto muito interessante, a "endorfina", ela exibiu alguns videos e textos sobre o assunto para explicar o que é essa substância e como o nosso corpo reage quando passamos pela experiência de correr ou praticar outro esporte.



Professor Celso
O Professor Celso de Educação física e a Professora Lilian também de  Educação Física, estão fazendo um ótimo trabalho de conscientização para a prática de esportes, os alunos receberam informações sobre atletismo e já participaram de um de um treino na pista do estádio Quintino de Lima. Todos pronto para dia 26/03!
Professora Darlene
Professora Lilian 

















domingo, 14 de fevereiro de 2016

O desenvolvimento do raciocínio lógico através do Xadrez

 EMEF TETSU CHINONE
O DESENVOLVIMENTO DO RACIOCÍNIO LÓGICO ATRAVÉS DO XADREZ
Margarete Freitas

SÃO ROQUE/SP
2016

O Xadrez está mais perto da Matemática do que qualquer outra Ciência. 
A.Karpov

INTRODUÇÃO
Este  projeto tem como objetivo introduzir o Jogo de Xadrez nas aulas de Matemática a fim de desenvolver o raciocínio lógico entre outras habilidades. O jogo de Xadrez é o único jogo que não depende do elemento sorte. Estratégias mentais e tomadas de decisão individual são determinantes no desdobramento e desfecho do jogo, por este motivo, além de desenvolver o raciocínio lógico, pode desenvolver a concentração, a observação e a abstração, elementos importantes no estudo da Matemática.
Os alunos terão aulas expositivas e práticas para aprender as regras básicas do jogo, alunos que já sabem jogar serão mobilizados e instruídos a passar seus conhecimentos sobre o Xadrez aos alunos que ainda não conhecem as regras. Será promovido na escola a "Semana do Xadrez", momento em que os alunos farão uma imersão neste vasto campo de aprendizado, assistindo filmes, lendo livros e pesquisando, esta semana vai culminar com o II Torneio Tetsu Chinone de Xadrez. Cada professor vai envolver o tema: "Xadrez" no conteúdo de sua disciplina, de modo que este projeto seja interdisciplinar.

OBJETIVOS
O objetivo principal é ensinar o Xadrez, atingindo cem por cento dos alunos, dando-lhes a oportunidade de desenvolver seu raciocínio lógico, que também é o objetivo das aulas de matemática. Segundo Gardner, 1980: 
A Teoria da inteligências múltiplas têm duas implicações importantes, a primeira é que devemos individualizar,  devemos saber o máximo possível sobre cada aluno e ensiná-los com métodos que ele possa aprender e avaliá-lo com métodos que revelem o que ele aprendeu. A segunda é que devemos pluralizar, ou seja, devemos ensinar tudo de várias maneiras diferentes, assim você atinge mais alunos, porque alguns aprendem mais com linguagem, outros com música, outros com teatro, outros com humor, além disso qualquer pessoa com boa compreensão pode pensar nas coisas de várias maneira. Se pensar em você, na sua família na sua comunidade, não pode apenas pensar em: "Você sabe desenhar.", "você sabe representar." Por isso a individualização e a pluralização, são as duas principais implicações educacionais.
JUSTIFICATIVA
Inserir o jogo de Xadrez na aula de matemática é facilmente justificável, Howard Gardner¹, em sua Teoria das Inteligências Múltiplas identificou como inteligência lógico matemática, além da capacidade de lidar com números, a capacidade de resolver problemas e seguir encadeamentos lógicos, no Xadrez o jogador tem que resolver vários problemas ao mesmo tempo o que implica em encadeamentos lógicos. A Inteligência espacial, bastante presente no jogo de Xadrez, ligada a capacidade de imaginar, entender e fazer transformações no espaço, visualização de formas e sentido de orientação. Está diretamente ligado a geometria, a simetria, a potenciação, no reconhecimento de padrões, entre outros. Desenvolve a criatividade, a concentração, traz maturidade intelectual, auxilia na organização do raciocínio, ensina a autonomia e a socialização.
 *¹ Psicólogo cognitivo e educacional, ligado à Universidade de Harvard e conhecido em especial pela sua Teoria das Inteligências Múltiplas.

ETAPAS
1 - Expositivas sobre regras do jogo, nome e movimento das peças, formação do tabuleiro, estratégias, ética do jogador, postura do competidor, objetivos e metas.
2 - Aulas Práticas: Divididos em grupos, os alunos que já sabem jogar irão compartilhar seus conhecimentos sobre o Xadrez jogando e ensinando os demais alunos.
3 - Semana do Xadrez

16/09/2016  - Abertura oficial:
Fala da Diretora sobre a importância do Xadrez; 
Apresentação do cronograma das atividades; 
Video do Torneio de 2015; 
Apresentação das chaves do torneio 2016;

19/09/2016 - Filme: Uma jogada de rei; 
Atividade escrita e debate sobre o filme;
Oficina de peças de Xadrez; 
Música grupo trabalha paródia
Torneio de Xadrez

20/09/2016 - Documentário sobre Xadrez e Susan Polgar  
Atividade escrita e debate sobre o documentário;
Oficina de peças de Xadrez; 
Inglês grupo trabalha música
Torneio de Xadrez

21/09/2016 - Oficina de peças de Xadrez;   
Grupo trabalha Teatro
Inglês grupo trabalha música
Grupo trabalha paródia
Torneio de Xadrez

22/09/2016 - Filme: Lances inocentes
Atividade escrita e debate sobre o filme;
Oficina de peças de Xadrez; 
Música grupo trabalha paródia
Torneio de Xadrez

23/09/2016 - Final do Torneio
Apresentação do Teatro 
Apresentação das paródias
Premiação
Encerramento

PÚBLICO ALVO: Oitavos e nonos anos.

REFERÊNCIAS
· GARDNER, H. et al. Inteligências múltiplas ao redor do mundo. P.Alegre: Artmed, 2009. 432p.
· D´AMBROSIO, U. e MACHADO, N. Ensino da Matemática pontos e contrapontos, Summus, São Paulo, 2014
· KARPOV, A, Chess and the art of negociation, United States, 2006

terça-feira, 19 de maio de 2015

TURISMO NA ESTÂNCIA















TURISMO NA ESTÂNCIA
EMEF TETSU CHINONE
Elaborado por: Profª Margarete Freitas
marguitcho@hotmail.com

         Esta proposta educacional tem a intenção de fazer o aluno compreender a origem e a história dos pontos turísticos de São Roque, enfatizando a importância e o orgulho de morar numa estância turística, explorando espaços não escolares para a construção do conhecimento tornando o ensino mais efetivo e agradável. Em conformidade com o conteúdo das disciplinas, vai promover visitas guiadas em pontos turísticos, locais históricos e sítios importantes que compõem a cidade de São Roque, para que os alunos entendam melhor suas raízes e assim desenvolvam comportamentos responsáveis tornando se cidadãos que valorizam e protegem o patrimônio cultural e natural da nossa cidade. Segundo PEDROSO, (1999):

“Um povo que não tem raízes acaba se perdendo no meio da multidão. São exatamente nossas raízes culturais, familiares, sociais, que nos distinguem dos demais e nos dão uma identidade de povo, de nação”. Percebe-se a importância de se conhecer as Raízes da própria cultura para que haja a formação de identidade, no propósito de se definir enquanto cidadão sabendo situar-se na sociedade.

             Quando visitamos outras cidades o que mais marca, é a impressão das pessoas que ali vivem; como elas nos tratam; a educação; o acolhimento, a simpatia. Esse projeto vai encorajar nossos alunos para uma conduta acolhedora, cuidadosa e diligente, ajudando as pessoas com informações precisas sobre a cidade.

Justificativa:

                  É um direito dos nossos jovens conhecer e entender melhor a cultura local para que possa exercer cidadania. Buscar novas formas de viabilizar esse direito, ampliar o espaço de aprendizado do aluno e sua perspectiva cultural é nosso dever como educadores. Na maioria das vezes, as atividades extra-sala ou excursões, que a escola promove, leva os alunos no Hopi Hari, ou no zoológico ver animais presos e tristes, sendo que muitos alunos não conhecem, por exemplo, o Sky Mountain Park, que é um local interessante da cidade (único com esta modalidade no estado). Da mesma forma, São Roque possui outros locais onde o aluno pode expandir sua consciência do meio em que vive, aprendendo de forma dinâmica e participativa, e assim vai perceber que nossa cidade deve ser cuidada e não depreciada com pichações.

Objetivos:

1) Refletir sobre o compromisso de morar numa cidade limpa, organizada, sem pichações, reforçando a necessidade de cuidar do patrimônio histórico, assim como o meio ambiente.

2) Resgatar informações históricas através de encontros com pessoas idosas, este intercâmbio deverá promover, acima de tudo o respeito e a importância de valorizar e prestigiar os idosos e reforçar laços de afetividade entre gerações. Os mais velhos além de contribuir com a memória cultural colaboram na manutenção dos valores éticos fundamentais, em troca, os mais jovens ensinam-lhes conhecimentos tecnológicos e os colocam em contato com as transformações sociais em curso.

3) Assim como já foi praticado em outros momentos do Projeto Agosto Dourado, um dos objetivos deste também é disseminar a LIBRAS, neste caso, mostrando ao aluno, a possibilidade de ajudar um turista surdo em São Roque. No Brasil existem aproximadamente 350 mil surdos (IBGE 2010). Este projeto não tem apenas a intenção de incluir socialmente um aluno surdo, mas torná-lo protagonista, de modo que ele demande outros alunos na linguagem de sinais.

4) Este projeto visa aproximar o aluno da perspectiva que o turismo pode trazer para a cidade mostrando a importância de aprender uma nova língua, para entender melhor o mundo e que isso pode trazer muitas possibilidades profissionais.

Observou se em etapas anteriores do Projeto Agosto Dourado, que, quanto maior o número de professores envolvidos, maior é a satisfação no seu desenvolvimento e maior é a eficácia dos resultados. Reiterando as possibilidades pedagógicas, outras disciplinas, como Matemática, Português, Geografia, Ciências, Artes, Informática, Educação física, poderão complementar o projeto com suas contribuições.

Locais sugeridos para o estudo:
·       Circuito do vinho
·       Museus (museu de cera, museu Darcy penteado)
·       Hotéis
·       Ski Mountain Park
·       Sitio santo Antonio
·       Saboó
·       Praça da republica
·       Recanto da cascata
·       Estação ferroviária
·       Morro do cruzeiro
·       Pedreira
·       Plantação de uva
·       Vindima
·       Plantação de alcachofra
·       Quilombo do Carmo
·       Brasital
·       Praça da Matriz (Igreja, Marco zero, Casarão do Barão)
·       Mata da Câmara.

Conclusão:


Espera se que o aluno vivencie na prática os conceitos formados em sala de aula, possibilitando unir várias disciplinas em um só projeto educacional envolvente, podendo este ser adaptado de acordo com o conteúdo escolar. O conhecimento adquirido durante as visitas será discutido em sala de aula, como ação complementar das disciplinas na busca de um aprendizado efetivo.

“Em 1993 a UNESCO reconheceu a Reserva da Biosfera do Cinturão Verde de São Paulo (RBCV), como parte integrante da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, mas com identidade própria dadas às peculiaridades do entorno de uma das maiores metrópoles do mundo, São Paulo, a RBCV envolve outros 71 municípios. O município de São Roque, que apresenta a maior parte de sua superfície ainda recoberta por vegetação de diversas categorias, contendo quantidade significativa de remanescentes de vegetação do domínio da Mata Atlântica, integra o perímetro da Reserva da Biosfera do Cinturão Verde.”
Fonte: www.rbma.org.br

Dando início ao nosso Projeto de turísmo aliado a Educação, recebemos hoje (19/05), os membros do Brasil Ski Club, Vera Goes, Eduardo Herrera e João Goes que são treinadores de esportes de neve, para apresentação de uma palestra.
A palestra foi ministrada por João Goes, que iniciou sua carreira trabalhando no Sky Montain Park em São Roque, idealizador da empresa, ele enfatizou a importância de estudar e seguir os objetivos com foco e determinação, relatou sobre seu dia a dia de trabalho na neve, em vários países que trabalha durante o ano, falou sobre suas dificuldades iniciais, além de outras curiosidades. 
Este encontro foi muito importante pois, João Goes, com sua simpatia e irreverência despertou nos alunos a vontade de estudar, aprender outras línguas e  ir atrás dos seus sonhos.
Brasil Ski Club: www.brasilskiclub.com.br 

quarta-feira, 20 de março de 2013

CORRIDA DE ALELUIA 2013

CORRIDA DE ALELUIA 2013
EMEF TETSU CHINONE
Elaborado por: Profª Margarete Freitas
marguitcho@hotmail.com

O PROJETO AGOSTO DOURADO - CORRIDA DE ALELUIA 2013prevê o resgate histórico da Corrida de Aleluia, pela sua tradição na cidade e entre as corridas de rua, sendo ela a terceira prova oficial mais antiga do Brasil, a Corrida de Aleluia é mais um símbolo de orgulho para nós São-roquenses. A ideia é mobilizar os jovens e a sua família, no sentido de reconhecer, pesquisar, divulgar e participar deste importante evento esportivo da nossa cidade.

Objetivos:

Mostrar aos jovens o valor histórico deste evento, já que muitos desconhecem sua importância. Trazer os pais para a esfera educacional através deste projeto. Incentivar a prática de esportes;
Pretende-se ainda, promover reflexões, a leitura, a pesquisa, a harmonia do trabalho em grupo favorecendo a aprendizagem cooperativa, orientar a comunicação, contribuir no processo educativo, através do desenvolvimento da consciência crítica, expressiva e criativa do aluno. Fazer com que os jovens aprendam a valorizar nossa cidade, a Corrida de Aleluia, enfim toda cultura e tradição de São Roque.
  
Justificativa:

Este projeto justifica se por vários motivos: Muitas pessoas não conhecem a importância da Corrida de Aleluia, e nós educadores temos a  obrigação de perpetuar nossos costumes.
As pessoas passam muito tempo em atividades que levam ao sedentarismo, como jogos virtuais, internet, televisão, celulares.
Um dos maiores desafio da escola que é trazer a família e a comunidade para participar mais ativamente das atividades da escola.

Materiais utilizados:
Jornais antigos, apoio tecnológico da escola, como Tv, Dvd, computadores, livros, etc.

Turmas: 8ºano A, B, C e D. Tempo de execução: 30 dias consecutivos

Conclusão:

Este projeto foi satisfatoriamente realizado em 2013 graças ao trabalho e união de toda equipe: Inspetoras, Direção, Secretaria, Coordenadoras e professores que colaboraram direta ou indiretamente.
Alguns objetivos ainda não foram alcançados, tais como: aproximar a família da escola; envolver todas as disciplinas no projeto, porém a equipe da EMEF Tetsu Chinone acredita que nos próximos anos este projeto vai crescer e trazer novos colaboradores.

Contato:
marguitcho@hotmail.com

Diretora Marcia Cleto
Vice diretora Claudina Furtado
Coordenadora Luciana de Oliveira
Prof. Mauricio Volcov
Profª Margarete Freitas
Prof. Celso Simon
Prof. Carlos

Intervenções realizadas:

O trabalho teve inicio com uma reunião entre os docentes e gestores para o planejamento das ações. O Projeto foi apresentado para os alunos, desde o seu inicio bem como o resultado de todas as etapas até o momento, até chegar na proposta específica: “Corrida de Aleluia de São Roque”. Foi exibido o filme “Carruagens de fogo” que é um clássico e aborda o tema em questão, além de trazer uma linda mensagem de coragem e fé.

Os alunos assistiram vários documentários em vídeos sobre a vida da atleta Ana Garcez “Animal” que carrega uma incrível história de perseverança por ter sido moradora de rua e hoje é campeã internacional de Maratona. Nestes documentários, tiveram a oportunidade de  conhecer o exemplo de superação e valentia de Derek Redmond, atleta britâncio que cruzou a linha de chegada com os tendões rompidos. A perseverança de Gabrielle Andersen, reconhecida mundialmente por desafiar as câimbras e terminar a primeira Maratona feminina nas olimpíadas de 1984.

Outro momento bastante significativo foi o  levantamento histórico sobre a Corrida de Aleluia baseado em jornais antigos da cidade (O Democrata), material gentilmente cedido pelo Jornalista Vander Luiz da Joven Pan. 

O bicampeão da Maratona da Disney, Santiago Araújo aceitou o convite de visitar a Escola e incentivar os alunos na prática do desporto, este momento foi muito significativo para o projeto e para o aprendizado dos alunos, pois os alunos puderam conhecer de perto a história de um morador da comunidade que venceu todos os obstáculos e tornou se um verdadeiro campeão.




Projetos interdisciplinares, como este, fornecem contextos significativos para o processo de ensino e aprendizagem e foi dentro deste contexto que cada Professor atingiu os objetivos em sua área: 

Matemática
Profª Margarete Freitas

Na área de Matemática, a Profª Margarete Freitas orientou a criação e análise de gráficos e tabelas, baseado na pesquisa dos jornais, o cálculo de  médias e resolução de problemas.
  




História
Prof Maurício Volcov Viveiro

Em História, o Professor Maurício Volcov, propôs aos alunos uma pesquisa nos jornais antigos para elaborar a Linha do Tempo da Corrida de Aleluia.





 Informática
Prof. Celso Simon

O Professor Celso Simon de informática aproveitou todo contexto para ensinar mais efetivamente as ferramentas do Excel, Word, além da leitura e produção de textos.




Educação Física
Prof. Carlos

O Professor Carlos, ensinou na prática, os fundamentos, as regras e postura ética de uma corrida, os alunos aprenderam fazer os alongamentos e aquecimentos corretos para este tipo de esporte.







Participação dos alunos na Corrida de Aleluia
Festival de Aleluia 2013




















© Todos os direitos reservados para Margarete Freitas.